Faixa de preço: de R$200,00 para R$2.500.000,00
Faixa de tamanho: de 10 m2 para 1.000 m2
Outras características

Blog

Saiba mais sobre os juros de financiamento imobiliário

Saiba mais sobre os juros de financiamento imobiliário

Quer conferir os principais pontos sobre as taxas de juros de financiamento imobiliário? Leia este artigo!

É normal ter dúvidas sobre as vantagens de fazer um financiamento imobiliário. Algumas instituições oferecem oportunidades atrativas para quem deseja fazer investimentos nessa área. Contudo, a maioria dos interessados têm questionamentos sobre o funcionamento dos juros desse tipo de transação e percebem que é preciso fazer um planejamento financeiro antes de assumir um compromisso tão importante.

Os juros de financiamento imobiliário são o preço que o comprador do imóvel paga pelo empréstimo de dinheiro realizado. Essa é a maneira que as empresas que fornecem crédito encontraram de obter lucros e não ter prejuízos com essas operações. Neste artigo, vamos apresentar os principais pontos sobre as taxas normalmente cobradas de quem financia um imóvel.

Deseja compreender o aumento recente dos juros referentes aos financiamentos imobiliários? Continue a leitura!

Entenda por que o financiamento imobiliário é uma excelente alternativa

O financiamento imobiliário é uma ótima opção para os compradores que não têm dinheiro para pagar a vista o valor de um imóvel, mas é preciso estar atento a alguns detalhes, como as taxas de juros. No momento atual, ainda é vantajoso financiar essa quantia para realizar o sonho de ter a casa própria ou investir em imóveis para locação.

As instituições financiadoras das unidades imobiliárias estão acompanhando os juros básicos que são definidos pela taxa Selic que caiu consideravelmente em virtude da pandemia do Covid-19. Diante disso, os créditos imobiliários se tornaram muito interessantes para a compra de imóveis em nosso país e os financiamentos atingiram o recorde da história.

Porém, essa oportunidade de adquirir imóveis com juros baixíssimos está prestes a terminar. As previsões apontam que as parcelas ficarão mais caras, pois as taxas estão prestes a subir novamente devido ao avanço da inflação. A taxa Selic deve aumentar de modo significativo e quem não aproveitou a chance de comprar o seu imóvel poderá pagar mais caro.

Confira os principais pontos sobre as taxas de juros de financiamento imobiliário

Há 3 taxas de juros que podem ser cobradas pelas instituições financeiras. Uma delas é a taxa nominal que não sofre variações, é fixada por ano e deve estar registrada no contrato de financiamento. A outra é a taxa real ou nominal cuja correção depende da inflação, enquanto a taxa efetiva. Observe abaixo outros detalhes sobre o assunto!

Funcionamento dos juros

Os juros de financiamento imobiliário funcionam com a união de dois fatores. As instituições somam todos os custos envolvidos na transação de acordo com a origem dos recursos. Se for utilizado o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), os bancos têm custo da oscilação da Taxa Referencial (TR) e mais 3% ao ano.

Os financiamentos imobiliários cujos recursos são provenientes da poupança têm o custo da e mais 6,17% ao ano. Essas são as fontes mais baratas, no entanto, existem outras que podem ser acessadas pelas instituições financeiras. Outro fator que influencia os juros na hora de financiar um imóvel é o spread, que é cobrado para cobrir despesas operacionais.

Aumento registrado

A maioria dos bancos já elevou as taxas de juros dos financiamentos imobiliários. A taxa que estava em torno de 6% ao ano já está entre 7% e 8,5% dependendo da instituição financeira envolvida no fornecimento de crédito. Embora tenha ocorrido essa elevação, os juros ainda estão menores do que aqueles que estavam sendo cobrados antes da pandemia.

Motivos do aumento dos juros

Nos últimos dias houve um aumento na Selic que é o motivo do aumento dos juros e já refletiu nos créditos oferecidos para financiamentos imobiliários. A taxa básica d sofreu uma elevação e hoje está em 5,25%. As projeções revelam que ela continuará subindo até 7,25% em 2022 e poderá alcançar entre 11% e 12% em um futuro próximo.

A taxa básica de juros influencia indiretamente as taxas cobradas em financiamentos imobiliários. Se a Selic aumenta, os investidores migram os recursos das poupanças para os títulos públicos. A poupança é a principal fonte de recursos de crédito para aquisição de imóveis e quando eles ficam escassos custam mais caro.

Impactos do aumento dos juros

As alterações serão aplicadas para os interessantes que não tiveram o seu pedido de financiamento aprovado pela instituição financeira. Os contratos que já foram fechados continuarão seguindo as regras da data da sua assinatura. Embora os juros tenham aumentado, ainda vale a pena financiar antes que a taxa Selic suba ainda mais.

O principal impacto do aumento dos juros é que as parcelas ficarão mais caras. Os parcelamentos de imóveis são mais longos e a elevação dessas taxas provoca um efeito cascata que modifica o valor final da contratação. Em um financiamento com prazo de 30 anos para a quitação das prestações pode sofrer uma elevação de até 46% no próximo ano.

A renda exigida pelas instituições financeiras para a concessão do crédito imobiliário também aumenta proporcionalmente. O preço dos imóveis também está subindo e pode ser que as pessoas interessadas em comprar um imóvel não consigam fechar a negociação no próximo ano. Portanto, se você tem interesse em comprar a casa própria, deve realizar a negociação com urgência.

Descubra a importância de comparar as taxas antes de tomar uma decisão

Antes de tomar a decisão de fazer o financiamento imobiliário, é importante fazer uma comparação das taxas de juros. Avalie o tempo do contrato, os prazos para pagamento e o valor total da dívida. Uma boa ideia é fazer simulações para saber como ficam os preços das parcelas entre 20 e 30 anos de prestações a serem pagas mensalmente.

O comprador que compara as taxas pode negociá-las para obter mais vantagens no financiamento. Nem sempre é necessário concordar com os valores e você poderá pedir uma redução dos juros. O conhecimento dos valores praticados no mercado confere ao interessado o poder de barganhar e conseguir descontos. Faça uma pesquisa de mercado e negocie.

Agora você já sabe um pouco mais sobre os juros de financiamento imobiliário! Caso queira ter uma noção maior de como ficariam as parcelas de um financiamento imobiliário hoje. Depois disso se sentirá mais preparado para fazer a sua escolha, pois a plataforma ajuda a comparar as taxas de juros de diferentes bancos.

Fonte: Imovelweb

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comparar